HORNETS VS BOBCATS


Depois da terrível derrota para o Philadelphia 76ers na ultima quarta-feira, o New Orleans Hornets volta à quadra para enfrentar o fraco time do Charlotte Bobcats.
A bola vai subir na New Orleans Arena às 23h de Brasília, na noite dessa sexta-feira.

O jogo marca o encontro das 2 Franquias que tiveram as Top Picks do ultimo Draft, e com isso, o encontro dos amigos Anthony Davis e Michael Kidd-Gilchrist que ajudaram a Universidade de Kentucky a vencer o titulo da NCAA da ultima temporada.

Outro fato curioso é o duelo da pior defesa da Liga, do Bobcats que permite 110 pontos por jogo em media, contra o pior ataque da Conferencia Oeste, que anota a média de apenas 83 pontos por noite.
Greivis Vasquez, é o jogador que lidera o Hornets nos arremessos tentados, já foram 52 FGA, e um aproveitamento ruim de apenas 34,6%; apesar disso, Vasquez lidera o Hornets no numero de assistências por partida, 9.

Escalações:

Hornets:

Bobcats:


O Hornets vai contar com a volta dos calouros Austin Rivers e Anthony Davis na sua formação, e com isso o time fica “completo”, com Greivis Vasquez e Austin Rivers na armação, Al Farouq Aminu na ala, e Anthony Davis e Robin Lopez no garrafão.

Já o time de Charlotte não conta com seu principal cestinha Gerald Henderson, que com o tornozelo torcido, deve ficar de fora, por um período aproximado de 2 a 4 semanas.
Com isso, Jeffrey Taylor assume sua posição, deixando assim Ben Gordon no posto de Sixth man; ao seu lado, Taylor terá Kemba Walker, cestinha do time na temporada com 19ppg; na ala Michael Kidd-Gilchrist é o SF, e no garrafão, Byron Mullens vem se firmando na posição 4, e Brendan Haywood é o Center.

Campanhas: 

Hornets:

– 02-02; Oitavo Lugar na Conferencia West, e Quarto da Divisão Southwest.

– Record de 2-2 nos últimos 10 jogos da Temporada

-Vem de 1 derrota.

Bobcats:

– 01-02; Décimo Primeiro Lugar da Conferencia East, e Quarto da Divisão SouthEast.

– Record de 1-2 nos últimos 10 jogos da Temporada.

– Vem de 2 derrotas seguidas.

Confrontos na Ultima Temporada:

1 vitória pra cada lado.

73×71 pro Bobcats em 12/03, em New Orleans

75×67 pro Hornets dia 16/04 em Charlotte

Bastidores:

Depois de 2 jogos fora, contra o Bulls, e o Sixers, Anthony Davis volta à equipe, com muita vontade, já que não queria ter ficado de fora dos últimos jogos, mas a politica da NBA não deixou ele jogar. Esse é mais um jogo para Davis se firmar na Liga, e mostrar seu talento para o mundo todo, e se firmar na dianteira da briga pelo premio de Rookie Of The Year.
Vitória hoje é mais do que esperada, já que o time vem de uma atuação horrível na ultima partida diante de seus torcedores, e jogando contra o pior time da Liga, em seus domínios, o Hornets deve, e precisa vencer.

GO HORNETS

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

HORNETS VS SIXERS


Nessa quarta-feira às 23h de Brasília, o Hornets disputara sua quarta partida na Temporada, contra o Philadelphia 76ers na New Orleans Arena.
Depois da derrota na estreia para o forte San Antonio Spurs, o Hornets saiu vitorioso do seu primeiro back to back na temporada, vencendo os jogos contra o Utah Jazz e o Chicago Bulls; mas nem tudo são flores, e na partida da ultima sexta-feira, contra o time de Utah, o Hornets perdeu seu principal jogador, o Rookie Anthony Davis, que sofreu uma concussão no começo do segundo quarto e não voltou mais a partida e ficou de fora da vitória contra o Bulls. A participação de Davis essa noite ainda é um mistério.

Escalações:

Hornets:

Sixers:

Os Hornets vêm se acostumando com a ausência de Eric Gordon e com isso a dupla Vasquez e Rivers vai se firmando nas 2 posições de guards.
Rivers não teve um bom começo, mas aos poucos vem melhorando nas partidas e conseguindo mais confiança; Austin vem aos poucos ganhando minutos na função de Point Guard, e nesse quesito o garoto teve uma atuação razoável, conseguindo explorar bastante as jogadas de pick and roll com os Big Man do time de NOLA.
Gordon é desfalque certo, e Davis ainda é duvida, mas a tendência é que o Hornets jogue com Vasquez e Rivers na armação, Aminu e Anderson nas alas, e Lopez como pivô.

Do lado do Sixers, Bynum ainda é desfalque, e Jason Richardson com uma torção no tornozelo também é duvida, Sixers deve jogar com Holiday, Nick Young, Evan Turner, Thadeus Young e Lavoy Alley.

Campanhas: 

Hornets:

– 02-01; Quinto Lugar na Conferencia West, e Terceiro da Divisão Southwest.

– Record de 2-1 nos últimos 10 jogos da Temporada

-Vem de 2 vitórias.

Sixers:

– 01-02; Décimo Primeiro Lugar da Conferencia West, e Terceiro da Divisão Atlantic.

– Record de 1-2 nos últimos 10 jogos da Temporada.

– Vem de 2 derrotas seguidas.

Confrontos na Ultima Temporada:

1×0 pro Sixers.

101×93 em 04/01, em New Orleans

Bastidores:

A concussão de Anthony Davis e as declarações de Monty Williams sobre a politica da NBA sobre o tema acabaram rendendo ao técnico do Hornets uma bela multa de 25 mil dólares.
Além disso, a participação de Davis é incerta, já que a NBA reserva alguns dias para os jogadores fazerem testes depois de terem sofrido a concussão.
Com ou sem Davis podemos ganhar, e continuar nossa briga rumo aos Playoffs.

GO HORNETS

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

HORNETS VS JAZZ


Nessa sexta-feira às 22h de Brasília, o time dos Zangões volta a New Orleans Arena para mais uma difícil partida; o adversário dessa noite é outro rival de conferencia, o Utah Jazz.
Apesar da derrota no ultimo minuto para o San Antonio Spurs na noite de quarta-feira, o novo e jovem time dos Hornets fez uma bela partida, com uma boa estreia do calouro Anthony Davis, que anotou 21 pontos além de pegar 7 rebotes.
Outros destaques foram o PG Greivis Vasquez, com 8 pontos e 13 assistências e o SF Al Farouq Aminu com 17 pontos, 7 rebotes e 3 blocks.

Já o time de Salt Lake City vem de uma vitória sobre o Dallas Mavericks, com boa atuação de seus novos jogadores, Mo e Marvin Williams.

Na temporada passada, apesar do Hornets ter feito a pior campanha da Conferencia Oeste, ganhou 2 dos 3 jogos contra o Jazz, os dois realizados na cidade de New Orleans.

Escalações:

Hornets:

Jazz:

Os Hornets vêm se acostumando com a ausência de Eric Gordon e com isso a dupla Vasquez e Rivers vai se firmando nas 2 posições de guards.
Rivers não teve uma boa estreia, acabou errando quase todos seus arremessos de quadra, mas pelo lado positivo, anotou menos TurnOvers do que era esperado pela maioria dos especialistas; além disso, Austin vem aos poucos ganhando minutos na função de Point Guard, e nesse quesito o garoto teve uma atuação razoável, conseguindo explorar bastante as jogadas de pick and roll com os Big Man do time de NOLA.
Único desfalque(?) do Hornets é o SG Eric Gordon, e com isso o Hornets repete a formação, com Vasquez e Rivers na armação, Aminu e Davis nas alas, e Lopez como pivô.

Pelo lado do Jazz, o time vem com Mo Williams, Hayward, Marvin Williams, Millsap e Al Jefferson.

Campanhas: como é o começo da temporada, colocarei os dados da ultima Season

Hornets:

– 21-45; Ultimo Lugar na Conferencia West, e ultimo da Divisão Southwest.

– Record de 6 vitorias e 4 derrotas nas ultimas 10 partidas da ultima Temporada Regular

-Perdeu a ultima partida da ultima temporada regular.

Jazz:

– 36-30; Oitavo Lugar da  Conferencia West, e Terceiro da Divisão NorthWest.

– Record de 7-3 nos últimos 10 jogos da Temporada Regular passada.

-Venceu as 5 ultimas partidas da ultima Temporada regular.

Confrontos na Temporada:
* ultima no caso

2×1 pro Hornets.

94×90 em 02/01, em Salt Lake City

86×80 no dia 13/02 em New Orleans

96-85 em 13/04 em New Orleans

Bastidores: 

A situação do SG Eric Gordon vem tomando proporções muito grandes dentro dos USA, vários jornalistas tem comentado a situação, e todos com a mesma opinião, Gordon NAO QUER mais jogar pelo Hornets. O que parece ser bastante verdade, pois segundo o técnico Monty Williams, os médicos da Franquia liberaram o jogador para as partidas, mas ele reclamou de novas dores, e por isso teve que ser afastado.

Abaixo um trecho de uma matéria de John Hollinger, renomado jornalista da ESPN Americana:
John Hollinger:
Something isn’t right there, that’s for sure; it’s extremely rare for a coach to basically say out loud that the doctors think the guy is OK but he still won’t play, and Monty Williams isn’t exactly Mr. Throw Em Under the Bus. But Gordon needs to realize he has absolutely zero leverage here.

Basicamente dizendo que o técnico Monty Williams declarou que os médicos liberaram o jogador para as partidas, mas ele não quer jogar.

A situação contratual de Gordon, é um pouco complicada, já que no ultimo verão, Eric era Free Agent Restrito, e recebeu uma boa proposta e uma bela recepção da franquia do Phoenix Suns, e ficou muito contente, inclusive declarando que seu coração estava em Phoenix; mas como esperado Dell Demps, o GM dos Hornets cobriu a oferta e obrigou o SG a ficar em New Orleans, CONTRA SUA VONTADE.
Ao que parece, Gordon não mostra nenhum comprometimento, e nem entusiasmo com esse novo time dos Hornets, que é muito promissor e para resolver a situação, o GM Demps deveria buscar troca pelo SG, que não esta com vontade de jogar.
Na partida contra o Spurs, Gordon foi muito vaiado, ao aparecer na quadra, vestindo seu terno, e ficando no banco.
Para resolver essa situação, Demps tem que esperar ate o dia 15 de Dezembro, data, em que é possível envolver em negócios, os jogadores que assinaram como Agente Livre na ultima Offseason; mais complicado ainda, é que no primeiro ano de contrato, Gordon tem que aceitar ir para onde quer que seja o destino do negocio sacramentado, já que pelas leis da nova CBA, da esse direito ao jogador que teve sua oferta coberta.
Demps tem 3 opções, e com isso faremos um enquete para ver o que os torcedores pensam a respeito do assunto:

Mesmo com essas polemica, o time vem causando boa impressão na torcida, que fica cada dia mais esperançosa com um belo futuro.
Hoje pensaremos somente no Utah Jazz, partida difícil, principalmente pelo garrafão muito forte da franquia de Salt Lake City, mas o Hornets tem ferramentas para vencer.

Go HORNETS

Publicado em Uncategorized | 3 Comentários

HORNETS VS SPURS


Na noite desta terça-feira, 31/10 de 2012, o Hornets faz sua estréia na temporada 2012-2013 da NBA, e logo de cara contra o rival San Antonio Spurs.
A bola vai subir as 22h de Brasilia na New Orleans Arena.

A  expectativa da torcida dos zangoes, é a estreia de Anthony Davis, grande os esperança do futuro dos Hornets;  Primeira Escolha do Draft de 2012, o ala-pivo é comparado a Kevin Garnett do Boston Celtics e ao adversario na noite de sua estréia, Tim Duncan dos Spurs.
As comparaçoes com 2 dos maiores Power Forward da Historia da NBA, resume o porque da ansiedade dos fans dos zangoes ao redor do mundo, ja que é o pilar da construçao de uma equipe que muito se espera, que se torne vencedora.

Escalações:

Hornets:

Spurs:


Com metade do seu novo Roster chegando a New Orleans para essa temporada, o time tera que lutar contra a inexperiencia alem do desentrosamento dos jovens jogadores.
Vasquez, quu participou da ultima temporada pelo Hornets, tera os novatos Austin Rivsers e Brian Roberts para disputar os minutos na armaçao, nas alas Eric Gordon é o SG, e tera a sombra de Rivers quando nao estiver na funçao de PG, alem de Xavier Henry e do veterano Roger Mason Jr, com Darius Miller que é SF de origem tendo participado ativamente da rotaçao na posiçao 2, ja que Gordon e Rivers estavam fora machucados. A posiçao 3, SF, é um dos problemas de Monty Williams, que vem testando o PF-SF Lance Thomas na posiçao, mas que nao vem agradando, e de dessa forma, o nigeriano Al-Farouq Aminu deve ser o titular. No garrafao, Anthony Davis a grande estrela da equipe é dono da posiçao 4, tendo como companheiro, Robin Lopez que deve ser o Center da equipe; com bastante minutos e sendo o Sixth Man da equipe, Ryan Anderson jogara bastante tempo, tanto no descanso de Davis, como ao seu lado, passando o novato para a funçao de Center; a boa rotaçao do garrafao dos Hornets é completada com o muito util Jason Smith que pode fazer as 2 funçoes do garrafao com boa qualidade.

Campanhas: como é o começo da temporada, colocarei os dados da ultima Season

Hornets:

– 21-45; Ultimo Lugar na Conferencia West, e ultimo da Divisão Southwest.

-Perdeu a ultima partida da ultima temporada regular.

Spurs:

– 50-16; Lider da  Conferencia West, e  da Divisão SouthWest.

– Venceu as 10 ultimas da Temporada Regular passada.

Confrontos na Temporada:
* ultima no caso

4×0 pro Spurs.

104×102  em 23/01,  em New Orleans

93×81 no dia 02/02 em San Antonio

89-86 em 24/03 em New Orleans

128×103 em 06/04 em San Antonio

Bastidores:

A situaçao de Eric Gordon cada vez esta mais complicada, depois te ter participado de apenas 9 partidas na ultima temporada, o SG do Hornets, nao participou de nenhuma partida na Pré-Temporada, mas deve voltar a equipe que enfrenta o Spurs na noite dessa quarta-feira.
De desfalque o Hornets podera ter o ala pivo, Jason Smith, ainda com dores no ombro, e sua participaçao ainda nao esta confirmada.

Jogo dificil, mas podemos vencer, e a expectativa pelo duelo entre Davis x Duncan é grande.

Ultima hora: Monty Williams, afirma que Gordon esta fora por tempo indeterminado ainda por causa da lesao no joelho.
Com isso o rookie Austin Rivers vai ser o titular da posiçao 2.

GO HORNETS

Publicado em Pré-Jogo | Deixe um comentário

QUEM FOI O GRANDE VENCEDOR DA FA?

Ainda falta quase 2 meses para a temporada da NBA começar, e ainda tem bastante tempo para as Franquias se movimentarem, mas as maiorias dos Rosters já estão montados, e ai um assunto já começa a ser debatido nos fóruns internacionais e nacionais:

Quem melhor trabalhou nessa Free Agency? 

Pelos comentários, alguns times saem na frente, por motivos diferentes, mas os mais citados são: Hornets, Wolves, Celtics, Suns, Nets, Clippers, Warriors, Lakers.

Vamos aos argumentos:

Hornets: 

Rivers e Davis

  • um dos maiores vencedores da FA só pelo fato de ter conseguido a First Pick, e com ela escolher Anthony Davis, tido como o novo Kevin Garnett. Alem dele, o Hornets selecionou o combo guard Austin Rivers, jogador de DUKE, que desde cedo, já tem uma esperança muito grande depositada sobre seus ombros.
  • nas negociações, se livrou dos contratos de Okafor e Ariza, que juntos receberiam 22M por ano, nas próximas 2 temporadas, abrindo assim um bom espaço no CAP pra essa e a próxima temporada.
  • também se livrou de Jarret Jack, para assim ficar com mais espaço no CAP e não entrar na Luxury Tax.
  • renovou com Eric Gordon, cobrindo a oferta do Suns pelos seus serviços, 14M por ano, por 4 anos de contrato.
  • trouxe Ryan Anderson o MIP da ultima temporada numa sign And Trade em que enviou somente o PF-C Gustavo Ayon.
  • também adicionou o legitimo Center Robin Lopez (contrato de 3 anos por volta de 5M, mas somente o primeiro ano é garantido) e o backup PF Hakim Warrick com contrato expirante de 4M por apenas uma pick de segundo rnd.
  • assinou com SG Roger Mason Jr pelo mínimo de veteranos.

Time: 

Rivers / Vasquez

Gordon / Mason Jr / Henry

Aminu / Miller

Davis / Anderson / Warrick

Lopez / Smith

Suns: 

  • com a saída de Steve Nash, seu grande ídolo e FP, o Suns foi para o Draft com a missão de escolher um possível substituto, mesmo que seja apenas a longo prazo, e com isso se saiu bem, conseguindo escolher o talentoso e raro Pure PG Kendall Marshall.
  • apesar de perder o seu FP Steve Nash, conseguiu 4 picks do Lakers, sendo 2 de primeiro rnd e 2 de segundo.
  • na FA, assinou com Goran Dragic, Michael Beasley e Luis Scola, além de renovar com Shannon Brown.
  • conseguiu o jovem Wesley Johnson e uma pick de primeiro rnd,na troca em que cedeu Robin Lopez e Hakim Warrick.
  • esse novo Phoenix Suns, sem Steve Nash, ainda é uma incógnita, para alguns, briga por Playoffs, para outros, por Pick Top3. Vamos ver o que vai acontecer.

Time:

Dragic / Marshall / Telfair

Brown / Dudley

Beasley / Johnson / Tucker

Scola / Morris

Gortat / Frye

Celtics:

Melo, Sullinger e Joseph

  • o Celtics era cotado para um rebuilding, mas no final, conseguiu manter sua base
  • renovou com Jeff Green, Kenyon Dooling, Brandon Bass e Kevin Garnet
  • apesar de perder o veterano SG Ray Allen pro Heat, o time de Boston conseguiu boas reposições em Courtney Lee e principalmente Jason Terry.
  • no draft conseguiu uma bela steal em Jarred Sullinger, que terá alguns anos para jogar ao lado e aprender muito com KG.
  • ainda no Draft o Celtics ainda escolheu o pivô brasileiro Fab Melo e o SF Kris Joseph.

Time:

Rondo / Dooling

Lee / Terry / Bradley

Pierce / Green / Joseph

Bass / Wilcox / Sullinger

Garnet / Collins / Melo

Wolves:

Brandon Roy de volta a NBA

  • os Lobos não escolheram ninguém no Draft, pois cederam sua escolha ao Houston Rockets em troca do SG-SF Chase Budinger
  • ainda na parte das trocas, o time mandou Wesley Johnson pro Suns e Brad Miller pro Hornets para limpar CAP e Wayne Ellington pro Grizzlies em troca de Jarred Cunningham.
  • Com CAP sobrando, na FA assinou com os russos Kirilenko e Shved, com o pivô Greg Stiemsma e com o ex All Star Brandon Roy, que tenta voltar a jogar depois de seguidas lesões.
  • outro time que muitos apostam estar na briga pelos Playoffs.

Time:

Rubio / Barea / Ridnour

Budinger / Roy / Shved

Kirilenko / Williams / Lee

Love / Cunningham

Pekovic / Stiemsma

Lakers:

  • Lakers conseguiu manter a base, apesar de intensos rumores sobre uma possível troca de Pau Gasol.
  • os angelinos também, ganharam outro grande motivo pra comemorar, pois conseguiu na FA um dos melhores armadores dos últimos anos da NBA, o canadense Steve Nash.
  • do Draft chegou apenas jovens apara ajudar na rotação a custo baixo, o pivô Robert Sacre e o SG Darius Johnson – Odom.
  • na FA o Lakers buscou o PF Antawn Jamison para fortalecer a rotação de garrafão da equipe.

Time:
Nash / Blake
Kobe / Goudelock / Johnson-Odom
Artest / Ebanks / Eyenga
Gasol / Jamison / McRoberts
Bynum / Hill / Sacre

Nets:

Deron e Joe Johnson

 

  • o novo time do Brooklyn vai ser uma das atrações da Liga nessas próximas temporadas, pois tem um dono arrojado e disposto a gastar, e muito, pelo que vimos nessa FA
  • do Draft o Nets trouxe apenas o PG Tyshawn Taylor.
  • mas na FA o time se movimentou bastante, renovando com Deron Williams, Gerald Wallace, Khris Humpries e Brook Lopez.
  • também assinou com C. J. Watson, Mirko Teletovic, Reggie Evans, Jerry Stackhouse
  • alem deles, por troca o Nets conseguiu o SG Joe Johnson.Time:
    Williams / C. J. Watson / Taylor
    Johnson / Bogans / Brooks
    Wallace / Stackhouse / Shengelia
    Humphries / Evans / Teletovic
    Lopez /

    Warriors:

  • o time do Warriors vai aos poucos mudando a cara de time bagunçado e fracassado, e muito disso se deve ao técnico Marc Jackson.
  • o roster para a próxima temporada, é forte, e competitivo, e se mantiver saudável, o time provavelmente chegara aos Playoffs.
  • no Draft o Warriors escolheu o SF Harrison Barnes, o pivô Fetsus Ezeli, e o ala Draymond Green.
  • na FA conseguiu 2 bons jogadores vindo do Hornets, o PG Jarret Jack e o PF Carl Landry.Time:
    Curry / Jack / Jenkins
    Thompson / Rush
    Barnes / Jefferson / Green
    Lee / Landry
    Bogut / Tyler / Ezeli

    Clippers:

  • os Clippers se mexeram muito bem na FA, reforçando muito o banco, e acrescentando peças que podem e devem brigar pelo posto de titular.
  • o time de L. A. não tinha escolha de Draft, e por isso o investimento foi feito somente na Free Agency.
  • Da FA chegaram Jamal Crawford, Grant Hill, Lamar Odom, Ronny Turiaf, Ryan Hollins e Willie Green para melhorar a rotação do time.
  • Clippers vem mais forte do que na ultima temporada, mas será o suficiente para buscar o anel?Time:
    Paul / Bledsoe / Leslie
    Billups / Crawford / Green
    Butler / Hill
    Griffin / Odom / Thompkins
    Jordan / Turiaf / Hollins

E aí, quem vocês acham que melhor se movimentou na Free Agency?

Votem na enquete, e justifiquem nos comentários.

Publicado em Especiais | 5 Comentários

DELL DEMPS E A FREE AGENCY

A Free Agency como todos sabemos, é o período em que os times se organizam da forma como pensam e podem, para montar seu Roster para as próximas temporadas.

Sabendo disso, vamos fazer uma análise de como o General Manager do Hornets, Dell Demps vem trabalhando ate o momento, e fazer uma avaliação.

Parte 1: Limpando o CAP

Para “limpar o CAP”, Demps fez 2 negociações; a primeira ele fechou uma troca com o Washington Wizards, em que mandou Trevor Ariza e Emeka Okafor para D.C., e recebem Rashard Lewis e uma escolha de segunda rodada do Draft. Com o Buyout de Lewis, o Hornets abriu 9M no CAP dessa temporada, e mais 13M para o CAP da próxima temporada.
A outra troca, foi que Demps enviou o PG Jarret Jack pro Golden State Warriors, e recebeu os direitos do bósnio Edin Bavcic, jogador que nunca pisou numa quadra de NBA e nunca ira pisar provavelmente.
Com essas trocas, Demps limpou aproximadamente 15M em salários nessa temporada, e ainda mais 13M para a próxima.

Parte 2: Draft

Em primeiro Lugar tivemos o Draft da NBA, e o Hornets possuía 3 escolhas, sendo 2 de Primeiro Round, a primeira e a décima, e uma de Segundo round, a quadragésima – sexta escolha no geral.

Com essas picks, Demps escolheu Anthony Davis, Austin Rivers e Darius Miller. A primeira e a ultima escolha, foram muito boas, e agradaram e muito a torcida dos zangões; mas a escolha de Austin Rivers, já foi um pouco contestada, já que o time tinha lacunas, como na posição de Center, e Demps poderia ter usado a escolha para escolher algum jogador dessa posição, como Tyler Zeller ou Meyers Leonard.

 

Parte 3: Renovações

Agora vamos analisar o que Dell Demps decidiu em relação às renovações de contratos de nossos jogadores; tínhamos com contrato terminando, 4 jogadores, Eric Gordon, Marco Belinelli, Carl Landry e Chris Kaman.
Apesar de toda a confusão e postura indiferente de Demps no caso Gordon, ele acabou sendo o único jogador que teve seu contrato renovado; Gordon recebeu a oferta máxima do Phoenix Suns, 58 milhões por 4 anos, e o Hornets cobriu. Os outros 3 jogadores ficaram livres para assinarem com outras Franquias. Kaman já assinou com o Dallas Mavericks, Belinelli esta próximo do Los Angeles Clippers, e Landry próximo do Golden State Warriors.

 

Parte 4: Aquisição de novos jogadores

Nesse quesito ainda estamos meio parados, o único reforço até o momento se trata do PF Ryan Anderson, atual MIP da NBA, que chega a New Orleans em troca do PF-C Gustavo Ayon. Anderson chega a NOLA com salários de 9M por ano, num total de 4 temporadas.

Ainda esperamos mais jogadores, e temos aproximadamente 6M para usar, e ainda ficar abaixo do CAP. Vamos ver o que Demps fará, mas cada dia fica mais evidente, que ele esta pensando a longo prazo.

Agora espero que cada um de vocês, votem, e expliquem o porquê de cada escolha.

Ainda pergunto outra coisa, sobre essa situação toda:

Vocês concordam, com a postura de Demps, de pensar a longo prazo? De buscar mais talentos no Draft, e se possível NA PROXIMA Free Agency?

Conto com vocês, caros Amigos…

GO Hornets

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

HORNETS E A MATEMATICA DA FREE AGENCY

A Free Agency da NBA começa na noite desse sábado nos USA, e nós Hornets precisamos nos movimentar, principalmente pra trazer um Center para a equipe.
Iremos discutir aqui possibilidades da formação da equipe e do Roster completo, para que possamos ter um time forte e competitivo nos anos vindouros.

A situação atual do Roster é a seguinte:

Agora vamos ver a situação dos contratos do Hornets:

Agora vamos pensar e planejar:

Primeiro passo:  buyout no Rashard Lewis.

A partir do dia 01/07, dia que começa a FA, o Hornets pode dar  o Buyout no Rashard Lewis, pagando “apenas” 13,9M dos seus 24M previstos, já que “somente” esses 13,9M são garantidos. Com isso, nos limpa mais 9,9M no CAP, que poderá ser usado para a chegada de algum Free Agent. Esses 13,9M ainda contarão no CAP da Franquia, mas expiram na próxima FA, e esses quase 14M na próxima FA recheada de bons jogadores, deve ser muito útil para nós.

Segundo passo: renovação de Eric Gordon

Apensar de estar como segundo passo é o MAIS IMPORTANTE, já que Gordon é peça fundamental da equipe e do futuro da Franquia, esta como segundo passo, pois primeiro limpamos ainda mais o CAP, e também porque o Hornets deve esperar ver as ofertas que ele receberá para ver o quanto vai pagar pelos serviços do jogador.
Gordon deve receber ofertas de vários times, e alguns já se mexem  para a tentativa. Fala-se que Pacers, Suns, Raptors, Blazers, Nets, Mavericks, Cavaliers estejam entre os interessados nos serviços do nosso SG.

Estima-se que Gordon deve receber propostas no valor de aproximadamente 50 milhões de dólares por 4 anos de serviços, ou até mais. O Hornets leva vantagem, pois como tem os direitos do atleta, pode oferecer mais dinheiro e mais tempo de contrato 5 ao invés dos 4 anos que as outras Franquias podem oferecer.

Na minha humilde opinião, acredito que acaba ficando por um valor aproximado de 70 Milhões por 5 anos, algo como 14M por temporada.

Resolvidos os 2 primeiros passos, vamos novamente as contas:

– 0 CAP estava em 45, 994, 440

– com o buyout do Lewis, ficamos com 36, 094, 440 do CAP comprometidos

– com a renovação do Gordon (14M) iríamos para 50, o94, 440

Ainda teríamos aí 8 milhões para gastar dentro do CAP, mais o que Benson estaria disposto a gastar para entrar na Luxury Tax.

Levando-se em conta que o Hornets gastava aproximadamente 70M com salários, e o nosso novo dono, que chegou falando que esta disposto a investir pra tornar o time campeão, nos sobra aproximadamente 20M ainda pra reforçar o Roster.

Como e onde reforçaremos? 

Guards:

Na posição dos armadores, já contamos com 5 jogadores no momento, Jack, Vasquez, Gordon, Rivers e Henry. Tem a questão do Belinelli pra resolver se renova ou não, e também da questão se sai algum desses ou não, Jack pode sair.
Se continuarmos com esses 5 jogadores, precisaríamos de mais, nível D-League, pra compor o Roster, recebendo pouco, e que possa ajudar numa eventualidade. Aí olhos abertos pra jogadores não draftados como Scott Machado, Tu Holloway, Terrell Stroglin, que podem ajudar o time recebendo pouco. Alguns outros FA, e com passagem com pouco destaque na NBA também pode ser contratado, como o próprio Jerome Dyson que teve uma boa participação no Hornets no final da ultima temporada.

Resumo: um jogador barato pra fechar a posição, e se alguém sair(leia-se Jarret Jack) trás um com boa capacidade para brigar por posição.

Opçoes: Goran Dragic, Andre Miller, Raymond Felton, Jameer Nelson, Ramon Sessions, Scott Machado, Tu Holloway, Terrell Stroglin, Jerome Dyson, Cardell Johnson

Forwards:

Para a essas duas posições temos, Aminu, Miller, Davis e Ayon, ou seja, precisamos de mais um para cada uma delas.

Com Anthony Davis, não precisaremos nos preocupar com um PF, mas a SF conta apenas com 2 jovens, que precisam evoluir muito, sendo que um deles, Darius Miller, nunca pisou numa quadra de NBA. Ayon é um bom backup pra PF e Center, revezando essa função com Jason Smith, então precisaremos de mais um PF, que pode ser tanto um como Landry que já passou pela equipe, ou um mais novo, com salário menor.

E na SF, precisamos esperar a posição de Monty Williams, ver se ele pretende trazer um jogador pra ser titular, ou se vão desenvolver nossos 2 garotos. Acredito que chegue alguém sim.

Opçoes: Carl Landry, Lance Thomas, Brandon Bass, Gerald Wallace, Nicolas Batum, Michael Beasley, Jeff Green, Kris Humphries, J.J. Hickson, Jason Thompson, Jordan Hill, Ricardo Ratliffe, Yancy Gates.

Center:

Hoje não temos nenhum Center de oficio no Roster, apesar disso, Jason Smith deve passar grande parte do tempo jogando na posição. Mesmo assim das 3 vagas, ainda faltam 2 para serem preenchidas, sendo que uma delas pra um jogador de composição do grupo e salário baixo, e um pra ser titular da posição e formar dupla de garrafão com Anthony Davis.

A situação de Chris Kaman precisa ser resolvida, ele pode voltar, e ser nosso Starter, mas ainda não temos nada de concreto. Se não renovarem com Kaman, temos que procurar um cara para ser o titular da equipe.

Opçoes: Chris Kaman, Roy Hibbert, Javale McGee, Omer Asik, Spencer Hawes, Brook Lopez, Aaron Gray, Kyrylo Fesenko, Greg Oden, Greg Stiemsma, Solomon Jones, Darryl Watkins, Chris Johnson, Dusan Cantelin, Henry Sims.

Como vimos aí encima, temos varias possibilidades nessa Offseason, e podemos desde já ter um time brigando pelos Playoffs da NBA.

O que se diz em New Orleansé que Tom Benson, nosso novo dono, e também dono do time de futebol americano da cidade é extremamente agressivo nas Free Agency, pagando bons contratos pra bons jogadores, que possam ajudar o time, e ainda por cima, serem moedas de troca no futuro.
Sob a nossa situação de Roster e necessidades, alem do conhecimento dessa atitude de Benson, darei minha opinião, de como usar, e gastar o CAP que podemos e teremos, pra deixar o time o mais forte possível.

Minha FA:

Dos 20M disponíveis, gastaria mais ou menos assim,

Paras as 2 posições de guard, PG e SG, temos 5 jogadores. Eu assinaria com Scott Machado pelo mínimo aí, algo em torno de 753 mil, e colocaria clausulas de Team Option no contrato dele. Isso nos abriria um bom leque de opções nas 2 posições, com Jack, Vasquez, Machado, Gordon, Rivers e Henry.

Nas alas, eu traria de volta Carl landry, por um contrato de 3 anos, de 5M por temporada no Maximo, nada alem disso.

Um SF é essencial, um entre Batum, G-Wall, Beasley ou Jeff Green deveria chegar. O investimento aqui depende muito de quem traremos pra ser nosso Center, e de quanto pagaremos. Mas G-Wall por uns 5M por temporada também, em 2 ou 3 anos seria muito bom pra ajudar na evolução dos nossos 2 SF jovens. A opção de Batum é muito interessante, mas é muito cara.

A ultima lacuna a ser pensada e preenchida é a principal deficiência do time hoje. O posto de Center. Por ser mais carente, e por ser muito valorizada pela Liga, separei algo em torno de7 a10 milhões pra gastar com um jogador dessa posição. Um jogador “D-League”pra ser a ultima opção também é necessário, podemos apostar no gigante europeu de 7-3 Cantelin, que participou dos workouts pré-draft em NOLA.

Pra vaga de Starter, pra mim a primeira opção é renovar com Kaman, e se não tivermos sucesso, tentar nessa ordem de preferência, Roy Hibbert, Javale McGee, Brook Lopez, Omer Asik, Spencer Hawes.

Assim fechamos nosso roster, e acredito que é um time que briga por Offs. Alem disso, na próxima FA nosso CAP estará mais limpo, com os 14M que expiram do contrato de Rashard Lewis, e mais os 6M do contrato do Jarret Jack, aí sim teríamos mais 20M pra pensar em trazer algum grande jogador.

Como ficou o Roster:

PG: Jack, Vasquez, Machado

SG: Gordon, Rivers, Henry

SF: Wallace, Aminu, Miller

PF: Davis, Landry, Ayon

C: Kaman, Smith, Cantelin

E ae? oq me dizem? gostaram?

Dêem suas opiniões e idéias do nosso Roster futuro.

GO HORNETS

 

Publicado em Especiais | 7 Comentários