RESUMO – CAVALIERS 81 X 96 HORNETS

Apesar de perder CP3, machucado, na metade do jogo, o Hornets confirmou o favoritismo e garantiu a sua segunda vitória seguida fora de casa. O Cavs até mostrou certa resistência, mas a qualidade do elenco dos zangões prevaleceu, mesmo sem Ariza e Paul. O ex-técnico, Byron Scott, foi mais uma vez batido, e a equipe de New Orleans soma agora 37 vitórias e 28 derrotas, garantindo-se na 6º colocação do Oeste.

– O Jogo

Contando com a volta de David West, mas novamente sem Ariza, o Hornets começou a partida errando demais. Mesmo com uma defesa boa, o time dava muitas oportunidades para o Cavs. Samardo Samuels se destacava, aproveitando a boa fase. Mesmo assim, a partida se mantinha equilibrada, graças aos pontos de West. Belinelli, com nova oportunidade de ser titular, jogava muito bem, anotando 7 pontos em 5 arremessos. Chris Paul tinha uma atuação discreta, fazendo seus primeiros pontos apenas depois de 8 minutos de jogo. Pondexter apresentava grandes dificuldades e logo Monty teve que colocar Green de SF. Os grandes destaques do período foram 2 tocaços, um de West em Hickson e outro de Alonzo Gee em Belinelli. No fim, apesar de alguns reservas em quadra, o Cleveland não deixou o Hornets abrir grande vantagem: 27 x 24 para os visitantes.

No início do segundo período, Baron Davis botou fogo no jogo, liderando o Cavs para a virada: 29 x 33. Jack não conseguia manter as atuações dos últimos jogos, e Davis continuava dando muito trabalho. Green era o único que destacava do banco, deixando o jogo ainda equilibrado. Landry defendia bem, porém tinha problemas no ataque e cometia faltas bobas. Com a volta de Sessions, o Hornets logo empatou o jogo. O garrafão parecia ter finalmente se encontrado, com Okafor e Landry jogando muito bem. CP3 também começava a esquentar, acertando alguns arremessos de longe. Sessions, mesmo não jogando tão bem quanto Davis, conseguia seus pontinhos através de FTs, mantendo o Cavs na liderança. Nos dois minutos finais, depois de boas jogadas de Paul, Belinelli e Okafor, o Hornets conseguiu a virada e foi para os vestiários ganhando: 51 x 48.

Logo na primeira jogada do segundo tempo, Samardo Samuels já conseguiu um And-One, empatando o jogo. Com duas jogadas de 3 pontos, uma de Parker e outra de Sessions, o Cavs passou a frente e abriu 4 pontos. Belinelli tratou de responder com sua segunda bola de 3 na partida. Na metade do quarto, Sessions colidiu fortemente com Paul, que ficou deitado em quadra. CP3 teve que sair imobilizado de quadra, cena forte na Quicken Loans Arena. Apesar de não parecer algo tão sério, a pancada foi na cabeça, assim todo o procedimento foi realizado para a segurança do atleta. Os dois times se unir para rezar pela saúde de Paul, que saiu de quadra aplaudido pelos torcedores adversários.

No reinício do jogo, o Hornets conseguiu retomar a liderança, Green e Belinelli anotando pontos importantes. O time parecia com o espírito renovado, querendo a vitória para o companheiro machucado. Desse modo, aplicando uma ótima defesa, o Hornets conseguiu abrir 10 pontos no placar. Porém, com 2 segundos no relógio, Davis acertou o buzzer, diminuindo a diferença para 7: 73 x 66. Era garantia de jogão no período final.

Aplicando de novo uma boa marcação, o Hornets aumentou sua vantagem para 12 logo cedo. West já tinha 23 pontos na partida, e seria importantíssimo sem CP3 em quadra. Jack também passou a acertar seus chutes, contando já com 4 assistências e 6 rebotes. Com 14 pontos atrás, o Cavaliers foi obrigado a pedir tempo. Na volta do timeout, a situação não mudou. Landry e West garantiam que a vantagem se mantivesse. Mesmo com muitas oportunidades em lances-lives, o Cavs sofria nesse quesito, com apenas 66% de aproveitamento, mantendo a diferença em 12 pontos. O time da casa logo se desesperou, forçando arremessos e cometendo vários turnovers. Faltando dois minutos e com 20 pontos de vantagem, a vitória de NOLA já estava garantida. Placar final 96 x 81. O Hornets pela 11ª vez seguida não passou dos 100 pontos, mas a forte defesa garantiu a vitória como sempre.

– Destaques:

*Hornets:

-> David West: 23 pontos, 7 rebotes;

-> Chris Paul: 13 pontos, 11 assistências, 0 TO em 27 minutos;

-> Marco Belinelli: 18 pontos, 5 rebotes;

-> Emeka Okafor: 10 pontos, 7 rebotes, 4 bloqueios;

-> Jarret Jack: 14 pontos, 6 rebotes, 5 assistências;

*Cavaliers:

-> JJ Hickson: 15 pontos, 10 rebotes;

-> Samardo Samuels: 11 pontos, 8 rebotes, 3 bloqueios;

-> Baron Davis: 17 pontos, 6 assistências, 5 rebotes;

– Público: 18,754

– Próximo jogo do Hornets: segunda-feira, 07/03/11, @ Chicago

Anúncios

Sobre Rafael Bittencourt

Gaúcho, 19 anos, estudante de Engenharia de Computação. Torcedor do Hornets desde 2007, atraído pelas atuações do MVPaul. Através de pesquisas e vídeos, tem David West como ídolo e como maior nome da história da franquia.
Esse post foi publicado em Resumo e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para RESUMO – CAVALIERS 81 X 96 HORNETS

  1. Samuel disse:

    Parabéns pelo resumo Rafa!
    Fotos bacanas mesmo!
    Isso ai time, vamo q vamo!!!
    GO HORNETS!!!

    obs: o que quer dizer a expressao “and-one” mencionada no texto?

  2. Lucas Ottoni disse:

    Porra… a saída do CP3 na maca foi tensa… ainda bem q está tudo bem com ele… alívio para a família dele e pra nós, torcedores… q ele se recupere logo e volte à ativa, pois vamos precisar mto

    E quanto ao Jack, ele vem jogando cada vez melhor… e isso é ótimo pra nós!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s