RESUMO – RAPTORS 96 X 90 HORNETS

A situação na tabela está ficando cada vez mais difícil para o New Orleans Hornets (35-27), que amargou nova derrota na noite desta terça-feira. Com uma atuação decepcionante do time titular, a equipe acabou batida pelo fraco Toronto Raptors (17-44) no primeiro jogo fora de uma sequência de 5.

– O jogo

Tentando esquecer a sofrida derrota para o Houston Rockets, o Hornets via na fragilidade do adversário a chance para a reabilitação. Mesmo bem no ataque -destaques para Green e Ariza -, a partida começou muito difícil. Além dos pontos de Demar DeRozan, o Hornets sofria para segurar Jose Calderon, que logo chegou a 7 tentos no jogo. A defesa, mesmo anulando Andrea Bargnani, não parecia uma das melhores de toda NBA, tomando 25 pontos em apenas 10 minutos. Os erros no ataque passaram a ser mais frequentes, e o time de New Orleans já não conseguia controlar o placar: 25 x 19 a favor dos canadenses. Na volta do pedido de tempo, os dois times erraram demais, e o período acabou em 27 x 20 pró-Raptors.

Logo no início do segundo período, Bargnani cometeu sua segunda falta, tendo que ir pro banco. Jarrett Jack entrou bem, pontuando e imprimindo mais velocidade ao time. Na defesa o destaque era Carl Landry, que novamente tinha uma boa atuação. Além disso, Leandrinho entrou errando muito, assim a diferença logo caiu para 2 pontos. Mesmo com o jogo parelho, o Raptors se destacava com algumas atuações individuais. Amir Johnson confirmava a ótima fase, jogando demais tanto na defesa quanto no ataque. Enquanto isso, o Hornets parecia jogar com apenas dois: Jack e Landry. Na metade final do quarto, DeRozan ficou “on fire”, anotando 15 pontos e levando o Raptors a uma sequência de 14-2. Outro fator decisivo no jogo era o número de FTs, o Hornets cobrou apenas 5 até o intervalo, contra 12 do Toronto. Assim, o Hornets se viu na situação inversa à de domingo e foi para os vestiários perdendo por 15: 57 x 42 para os mandantes.

As duas equipes voltaram errando demais do intervalo, porém o Hornets se superava nos erros, parecendo que já havia desistido. O time já não tinha a mesma energia para defender, e no ataque era a falta de qualidade de sempre. Chris Paul parecia satisfeito em não fazer nada, deixando para os seus companheiros a responsabilidade de finalizar as jogadas. Depois da troca do Carmelo para o Knicks, o desânimo de CP3 é cada vez mais evidente. A impressão que se tem é que ele só está esperando para fazer suas malas e sumir de New Orleans. Já Okafor fazia uma de suas piores partidas no Hornets nessa temporada. Desastre total. West era o único a tentar alguma jogada, não deixando a desvantagem ir para os 20 pontos, ao menos. Do outro lado, Sonny Weems acertava tudo, Calderon ia rumo ao Triple Double, Amir defendendo demais, ou seja, tudo errado para o Hornets. Apesar do massacre, o time visitante ainda conseguiu imprimir um bom rítmo no fim, deixando a diferença em “apenas” 10 pontos, novamente, a mesma coisa que contra o Rockets. Seria uma virada nossa dessa vez? O último período responderia. Por enquanto, o placar indicava 72 x 62 para o Raptors.

Partindo com tudo para a reação, até CP3 resolveu anotar seus pontinhos, já tinha 7 no total, “week high” pra ele. Belinelli encaminhou a virada, depois de perder seus 5 primeiros chutes, resolvendo acertar tudo. Com 9 minutos para o fim, tínhamos um jogo: 76 x 73 para o time da casa. O Raptors mantinha sua vantagem pela atuação de Calderon, anulando completamente Paul. Porém, Jack estava lá pra resolver, anotando 17 pontos. Com uma cesta mais falta, Landry reduziu a desvantagem para 2. Porém, errou o FT de bonificação. Com dois erros seguidos de West no ataque, Raptors conseguiu voltar a ter 6 pontos na frente. Por incrível que pareça, o Hornets tinha mais pontos vindos do banco do que do time titular. Calderon decidia o jogo. Mesmo com chances de empatar no fim, o Hornets desperdiçou muitos ataques. Mais uma derrota e a situação se complica. Uma menção honrosa às atuações de Jack e Landry, os únicos a jogarem. A derrota mais uma vez passou pelas mãos de Paul, é só vermos os números do matchup dele, o sr José:

– Destaques:

*Hornets:

-> Carl Landry: 17 pontos;

-> Jarrett Jack: 17 pontos;

-> David West: 19 pontos, 10 rebotes;

*Raptors:

-> Jose Calderon: 22 pontos, 16 assistências e 7 rebotes;

-> Demar DeRozan: 17 pontos;

-> Amir Johnson: 8 pontos, 10 rebotes, 7 bloqueios;

– Público: 14.704

– Próximo jogo do Hornets: quarta-feira, 02/03/11, @ New York

Sobre Rafael Bittencourt

Gaúcho, 19 anos, estudante de Engenharia de Computação. Torcedor do Hornets desde 2007, atraído pelas atuações do MVPaul. Através de pesquisas e vídeos, tem David West como ídolo e como maior nome da história da franquia.
Esse post foi publicado em Resumo e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para RESUMO – RAPTORS 96 X 90 HORNETS

  1. Lucas Ottoni disse:

    Situação extremamente lamentável

    Vou falar sobre Chris Paul a seguir…

  2. Bruno Huth disse:

    Estamos mal mesmo..

    mais “week high” foi otima, rafa.. eu ri

  3. Ricardo Faria disse:

    só postando para mostrar que lí

    melhor não falar nada…

  4. Ricardo Faria disse:


    até que ficou engraçado o texto

    quando a situação tá ruim..apela para humor e deboches….mandou bem Rafa!

  5. Pingback: ARE YOU KIDDING ME? | NOHORNETSBRASIL

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s