RESUMO – NETS 103 X 101 HORNETS

A noite dessa quarta-feira trouxe mais uma derrota para a equipe de New Orleans, dessa vez apertada e não menos frustrante do que as últimas. Com uma falta de sorte impressionante – Sharapova’s carreer-high – o Hornets perdeu, na prorrogação, para o Nets e agora acumula uma campanha de 32 vitórias e 22 derrotas, sendo seguido de perto por Jazz e Nuggets na quinta colocação do Oeste.

– O Jogo

Com uma escalação surpresa, Green no lugar de Belinelli e Pavlovic ao invés de Pondexter, o Hornets teve um primeiro quarto muito bom na parte ofensiva, se mantendo sempre na liderança, mesma com alguns erros na defesa. Até mesmo o Gray conseguia um confronto igual com Brook Lopez, fazendo o simples, sem errar como o de costume. Green era o principal jogador da equipe, com 9 pontos e sem errar nenhum arremesso, mostrava a sua superioridade frente a Belinelli. David West era a outra arma no ataque, pontuando como o de sempre e abusando da fragilidade de Lopez nos rebotes. Na jogada final, Kris Humphries ainda conseguiu diminuir a diferença numa cesta de muita sorte, fechando o período em 27 x 23 para o time de New Orleans.

No segundo quarto, a situação seria diferente. Adotando uma formação com Paul e Jack juntos, o Hornets penava no ataque, chegando à marca de 5 pontos em 7 minutos de jogo e 13,5% de aproveitamento em FG. Vergonha total. Jack abusava nas infiltrações precipitadas. Andersen tinha lampejos e acertava algumas bolas. Smith não resolvia e Gray não conseguia render mais. Já no fim do período, West acertou algumas jogadas importantes, mantendo o time no jogo e indo para o vestiário com apenas 4 pontos de desvantagem:  46 x 42 para o Nets.

Voltando do intervalo mais ligado, o Hornets logo diminuiu a desvantagem para 1 ponto, porém Paul cometeu uma falta de ataque na chance de virar. Assim, o ataque começou a cair novamente e a defesa não segurava o Nets, que chegou a abrir 9 pontos de diferença. Entretanto, o acaso resolveu aparecer no Prudential Center, Michael Jordan vestido de Belinelli entra em quadra. Com 3 bolas de 3 seguidas, o italiano colocou os zangões com uma vantagem de 5 pontos. Parecendo senhor do jogo, o Hornets agora jogava com tranquilidade, administrando a vantagem com boas jogadas no ataque e uma defesa segura. Logo no fim, no entanto, o time bobeou e Vujacic conseguiu empatar a partida em uma bola de 3. Com 0,5 segundo no marcador, West ainda cava uma falta importante e leva 2 pontos de vantagem para o período final: 71 x 69.

Em um último quarto de altos e baixos, logo o Nets abriu uma boa vantagem no marcador: 6 pontos. Os dois times erravam demais e o Nets se mantinha à frente com várias bolas de 3. Do outro lado, Green e West faziam cestas importantes e mantinham o Hornets no jogo. Com 2 minutos no relógio, West empata o jogo. Já no minuto final, o Hornets conseguiu abrir 5 pontos de vantagem, através de uma bola de 3 de Green e uma cesta de West. Entretanto, com 40 segundos restantes, Farmar acerta uma bola improvável de 3 e bota o Nets novamente no jogo. Hornets erra no ataque seguinte e Lopez a seguir empata o jogo. Na última bola, CP3 demora para fazer o passe e West não consegue pontuar: OVERTIME.

Na prorrogação, o jogo se mantinha da mesma forma: Nets com uma sorte incrível, pontuava facilmente, carreer-high para Vujacic, Lopez ganhando milhares de faltas, e o Hornets com muita dificuldade em pontuar. Nas duas últimas chances para empatar e virar o jogo, Green e Paul, repectivamente, tiveram um azar imenso novamente: rodaram, rodaram e não caíram. Fazer o quê? Mais uma derrota para a nossa conta. Valeu pela união do time e, mais uma vez, fica a lamentação pelas ausências de Okafor e Ariza. Tempos melhores virão.

– Destaques:

*Hornets:

-> David West: 32 pts, 15 rebs, 5 assists;

-> Marco Belinelli: 17 pts, 5-7 3PM-A;

-> Willie Green: 19 pts;

*Nets:

-> Sasha Vujacic: 25 pts, 5-7 3PM-A;

-> Kris Humphries: 14 pts, 15 rebs;

-> Brook Lopez: 20 pts, 7 rebs;

– Público: 13,316

– Próximo jogo do Hornets: sexta-feira, 11/02/11, @ Orlando

Sobre Rafael Bittencourt

Gaúcho, 19 anos, estudante de Engenharia de Computação. Torcedor do Hornets desde 2007, atraído pelas atuações do MVPaul. Através de pesquisas e vídeos, tem David West como ídolo e como maior nome da história da franquia.
Esse post foi publicado em Resumo e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para RESUMO – NETS 103 X 101 HORNETS

  1. Lucas Ottoni disse:

    Tô meio sumido, mas não tem jeito mesmo.

    Sobre essa derrota, preocupação é a palavra. Estamos começando a despencar no Oeste.

    Ariza e Okafor precisam voltar com URGÊNCIA!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s